Antispam em Cloud

A transformação digital colocou a computação em nuvem definitivamente em destaque. Cada vez mais as empresas optam pela migração de suas plataformas e bancos de dados para essa infraestrutura, que permite acesso remoto e diversos outros benefícios. Entretanto, esse modelo traz consigo também alguns riscos.

A cibersegurança é uma questão diretamente relacionada a essa nova era tecnológica. Neste post selecionamos algumas informações sobre as razões para a sua empresa investir em um antispam em cloud, mostrando como isso funciona e quais são os benefícios. Acompanhe!

 

Antispam em cloud: o que é e como funciona?

O termo antispam nos leva a pensar diretamente em um servidor de e-mails. Em um ambiente empresarial, é natural que seja instalada uma ferramenta que funcione como um filtro para as mensagens recebidas pelos colaboradores. Assim, é promovido um nível mais alto de segurança para o tráfego de informações na rede corporativa.

Entretanto, quem desempenha esse papel de antispam é, na verdade, o e-mail gateway. Da mesma forma que ele pode ser implementado internamente, há serviços de antispam disponíveis na nuvem. Trata-se de uma evolução natural: conforme os servidores de e-mails passaram a ser utilizados na nuvem, as soluções de segurança se adaptaram ao novo cenário.

Grosso modo, estamos falando de empresas que contratam o servidor de e-mails externamente e têm acesso apenas ao gerenciamento. Em geral, alguns desses fornecedores já oferecem algum nível de proteção — como o Office 365, da Microsoft, e o G-Suite, da Google.

No entanto, essa filtragem costuma ser básica. Empresas que lidam com informações sensíveis ou confidenciais não podem se expor aos riscos cada vez maiores do mundo digital. Nesse sentido, o antispam funciona como uma ferramenta de proteção avançada.

Seu uso visa, inclusive, a otimização do tráfego de dados. Quando uma empresa opta por manter seus servidores na nuvem, o volume e a velocidade da troca de informações é crucial. Afinal, é preciso manter um alto desempenho, mas apenas com o essencial — principalmente quando a empresa opta por um plano pay per use.

O antispam evita que os e-mails sejam sobrecarregados com mensagens que não são de interesse da empresa. Consequentemente, uma série de ameaças invisíveis é barrada antes da caixa de entrada dos usuários e o desempenho dos servidores é ainda melhor.

 

Por que vale a pena investir nisso?

Quando falamos na implantação de uma ferramenta ou mesmo de uma estratégia diferente, a primeira questão a ser considerada é se esse investimento vale a pena. No caso do antispam, a resposta é positiva já em termos financeiros — o custo total, incluindo o serviço de administração, é mais baixo.

Utilizar soluções em nuvem é uma estratégia que reduz diversos custos agregados ao serviço em questão. Afinal, estamos falando de algo que vai muito além de um simples software que o cliente instala e precisa se virar sozinho para fazer render. Adotar um antispam internamente, por exemplo, gera gastos com infraestrutura (instalação, gestão e manutenção).

Já em relação ao antispam ou ao gateway de e-mail da própria fornecedora do serviço de nuvem, é importante ter uma visão realista do contexto atual do mercado. Acontece que, principalmente de 2017 para cá, os riscos à segurança da informação têm se tornado cada vez maiores.

Hoje, as empresas não precisam lidar apenas com certos vírus que comprometem o desempenho da rede. Os cibercriminosos atuam com mais força e volume — basta olhar para os ataques ransomware, principalmente os de maio de 2017. Milhares de empresas foram afetadas e os prejuízos financeiros ultrapassaram a casa dos bilhões de dólares!

Esse é, sem dúvidas, um dos maiores riscos da atualidade. O sequestro de dados parte, muitas vezes, de ações de engenharia social: um e-mail que parece inofensivo e carrega uma enorme ameaça que infecta toda a rede de servidores da empresa. Com os dados criptografados, não há garantia de recuperação, mesmo que o resgate seja pago.

Por isso, é essencial proteger os dados da sua empresa e garantir que o ambiente digital seja um meio de fortalecimento dos negócios. Com um antispam em cloud eficiente, os riscos são reduzidos e sua política de cibersegurança pode alcançar os objetivos que vocês espera.’

 
Relatório do FBI sobre Fraudes por E-mail

 

Quais são os benefícios do antispam em cloud?

Além do aumento da segurança dos seus dados e da significativa redução de custos, a utilização de um antispam em cloud reflete em outros pontos, gerando benefícios interessantes. Por isso, mostraremos aqui quais são os principais.

Aumento da produtividade dos usuários

Os colaboradores da empresa rendem muito mais com uma caixa de entrada limpa, podendo focar nas suas tarefas mais importantes e sem se expor a riscos evitáveis. Na equipe de TI, o impacto é ainda maior. O motivo é simples: a responsabilidade de lidar com a complexidade dos servidores, backups e atualizações fica por conta da fornecedora do serviço.

Economia de banda

Com o antispam alocado fora da sua empresa, o filtro é feito diretamente na nuvem. Do contrário, seria necessário baixar o e-mail para depois filtrar o que não é desejado nas caixas de entrada. Assim, a solução permite uma importante economia de banda, colaborando mais uma vez com a redução de custos e a melhoria do desempenho da rede.

Mais disponibilidade

Empresas que possuem plataformas de e-commerce ou atendimento ao cliente, por exemplo, sofrem grandes perdas financeiras quando o servidor fica indisponível — e um sequestro de dados ou uma invasão qualquer pode causar esse tipo de cenário. A segurança se torna, então, um fator estratégico da empresa.

O antispam funciona como um pilar da disponibilidade do site. Com cerca de 99% dos e-mails filtrados, ele garante que uma ameaça desconhecida não afete o servidor como um todo, causando quedas e instabilidades que podem prejudicar os serviços da empresa.

Proteção específica e avançada

Algumas soluções, como o MailInspector, oferecem um tipo de proteção específica que identifica ameaças direcionadas ao usuários (Ataques dirigidos). Estamos falando, por exemplo, de ataques ransomware. O módulo HSC SMART DEFENDER dessa ferramenta foi desenvolvido exclusivamente para barrar esse tipo de mensagem perigosa.

Indo além, o MailInspector simula ações de resposta. Em outras palavras, ele age como se fosse o usuário: ao receber um link, ele simula o acesso, desarma o link e envia ao usuário uma prévia da página. Assim, os funcionários passam a ver o destino daquele link, identificando ameaças com mais facilidade e se tornando mais conscientes dos possíveis riscos. O mesmo é feito com os arquivos em anexo aos e-mails, a ferramenta é capaz de abrir e executar o arquivo em um ambiante controlado (SandBox) e verificar se é uma aplicação mal intencionada como vírus, phishing etc. Com isso, mesmo ameaças desconhecidas e novas podem ser evitadas em tempo real.

 
Antispam em Cloud

 
Essa é uma ação que fortalece a política de segurança digital. Todos os usuários recebem relatórios com os e-mails bloqueados, facilitando a identificação dos riscos e possibilitando o desbloqueio de mensagens consideradas seguras.

Além da conscientização dos funcionários, é preciso engajar também os parceiros, fornecedores e clientes da sua empresa. Um ambiente seguro depende de uma atuação colaborativa.

No caso do fornecedor do antispam, é interessante buscar empresas que ofereçam um teste gratuito do serviço. Assim, você pode avaliar questões como o tempo para abertura de um chamado, a qualidade do atendimento etc.

Como você pode ver, o antispam em cloud é um investimento com muitos benefícios. Se você quer saber mais sobre a implementação dessa solução, entre em contato com a HSC e fale com quem mais entende do assunto!