Criptografia de E-mail

Ataques de hackers e interceptação de informações são duas questões primordiais que merecem atenção por parte das organizações. Hoje, todas as empresas precisam realizar medidas de precaução para evitar que problemas desse tipo ocorram.

Isso porque a extensão dos danos causados pode gerar impactos negativos no negócio. Uma das ferramentas mais importantes para evitar este tipo de problema é o uso de criptografia.

Neste post falaremos sobre a criptografia com foco em e-mails. Continue a leitura para entender mais sobre o tema e saber por que se proteger!

 

Os avanços tecnológicos na área de segurança

O avanço da tecnologia permitiu um grande progresso: maior fluxo de informações e dados e melhoria das comunicações em diferentes meios e níveis. Todo esse volume de dados pode ser analisado por diferentes tipos de ferramentas aderentes ao Big Data.

Com isso, gera-se uma outra questão: a segurança das informações que circulam, tanto no ambiente interno quanto no externo. Essa tendência, portanto, cresce gradativamente no Brasil e no mundo.

Uma série de tendências também estão em alta, evidenciando os avanços tecnológicos no setor, como:

  • blockchain;
  • inteligência artificial;
  • biometria e reconhecimento facial;
  • ciência de dados;
  • maior demanda por profissionais de segurança;
  • criptografia de dados.

 

O conceito de criptografia

A criptografia ocupa um papel central na segurança da informação. Ela diz respeito a um sistema de algoritmos matemáticos que codifica os dados de forma que apenas aqueles que têm a “chave” do algoritmo podem ter acesso ao conteúdo. A técnica em si não é recente ou exclusiva do meio digital — seus primeiros registros estão no Egito, cerca de 1900 anos antes de Cristo.

Na área tecnológica, ela funciona da seguinte forma:

  • o emissor da mensagem utiliza um protocolo, que protege o conteúdo emitido;
  • ela é encaminhada para o destinatário, que tem a chave específica para abrir o conteúdo;
  • ao chegar a mensagem, a chave é utilizada e o conteúdo se mostra para o usuário.

Todo esse processo é invisível para o usuário final, ficando de responsabilidade das plataformas e provedores cuidar da tecnologia de criptografia.

As chaves utilizadas podem ser simétricas (quando a chave é a mesma nas duas pontas da transmissão) ou assimétricas (quando as chaves nas duas pontas são distintas, sendo uma pública a outra privada). Elas são geradas pelos algoritmos responsáveis pela criptografia do conteúdo.

Um ponto importante a ser ressaltado é a necessidade de criptografia de ponta a ponta, de forma que o intermediário responsável pelo envio da mensagem não tenha como acessar o conteúdo.

 

Motivos para o uso de criptografia de e-mail

Mas por que utilizar a criptografia nos e-mails da sua empresa? O que essa ferramenta traz de útil para seus usuários, no que se refere à segurança? A seguir, listamos os principais benefícios delas.

 

1. Protege as informações em trânsito

Caso materiais sensíveis estejam sendo transmitidos pelo e-mail (CPF, informações de cartão de crédito, conteúdo sigiloso, entre outros), a criptografia é um importante incremento de segurança para que os dados não sejam vazados durante a transmissão. Assim, caso um hacker realize a interceptação da mensagem em trânsito, não terá acesso ao conteúdo.

 

2. Demonstra seriedade por parte da empresa

Uma organização que zele pela segurança de seus dados é melhor vista no mercado, já que há menos chances de informações sensíveis trocadas por e-mails serem interceptadas e utilizadas por criminosos. Isso valoriza significativamente a imagem da organização perante a concorrência.

 

3. Protege a imagem perante o mercado

Quando materiais sensíveis são vazados, podem ocorrer transmissão de dados estratégicos da empresa. Por exemplo, se há envio de documentos com informações internas da organização, ao serem interceptados, eles podem ser transmitidos para concorrentes, de modo a perder vantagem estratégica.

Em outros casos, dados sensíveis (como números de cartão de crédito de clientes) podem ser utilizados por criminosos para fraudes bancárias. Ao descobrir qual foi a responsável pelas informações vazadas, o público poderá realizar um boicote à empresa.

 
A criptografia de e-mail pode ser realizada por softwares específicos para este fim, chamados e-mail gateway. Como o próprio nome diz, funcionam como um gateway para não só proteger o conteúdo das mensagens como para prover maior segurança para os usuários da sua organização.

Para saber mais conheça a solução desenvilvida pela HSC, chamada MailInspector.