Grandes Empresas Invadidas por Hackers

As ameaças virtuais são um sério problema que merece todo cuidado e atenção. Grandes empresas invadidas por hackers descobriram, da pior maneira, que negligenciar a segurança pode sair muito mais caro do que investir em sistemas de proteção.

A tecnologia cresce e evolui diariamente. A fim de se manterem competitivas no mercado, as empresas precisam acompanhar essa evolução. Um ataque de hackers traz graves consequências ao negócio, tanto financeiras quanto à sua imagem no mercado. Por isso, elas precisam utilizar sistemas que ofereçam proteção e segurança.

 

6 grandes empresas que sofreram invasões de hackers

A seguir, mostraremos 6 organizações que sofreram ataques virtuais e o que você pode fazer para que sua empresa não passe pelo mesmo problema. Acompanhe!

 

1. PlayStation Network

Em 2011, a PlayStation teve sua rede invadida por hackers. Na ocasião, dados pessoais de 78 milhões de usuários foram roubados, inclusive números de cartões de crédito. Em 2014, a empresa foi atacada novamente. Dessa vez, sofreu um ataque de DDoS, que é uma simulação de vários acessos aos servidores ao mesmo tempo, o que pode fazer com que a rede não suporte as conexões e caia.

 

2. eBay

Em 2014, o eBay, site de comércio eletrônico e leilões virtuais, foi vítima de criminosos e teve dados pessoais de 140 milhões de usuários roubados. No entanto, a organização afirma que os hackers não tiveram acesso a dados bancários dos usuários.

 

3. JPMorgan Chase

Instituições bancárias também são alvos constantes de criminosos digitais. A JPMorgan Chase teve os dados de 76 milhões de pessoas físicas e 7 milhões de empresas roubados por criminosos. Os hackers acessaram informações pessoais dos correntistas. No entanto, o banco não identificou nenhuma movimentação bancária comprometedora durante o ataque.

 

4. DropBox

Em 2014, 7 milhões de senhas foram roubadas do DropBox, empresa de armazenamento de dados na nuvem. Na época, partes das senhas utilizavam o padrão bcrypt para o armazenamento, o que as tornavam mais seguras. No entanto, outra parte utilizava o padrão SHA-1, que é mais antigo e menos seguro.

 

5. Netshoes

Empresas brasileiras também já estiveram na mira de criminosos cibernéticos. Em 2017, diversas organizações de comércio eletrônico sofreram ataques, entre elas, a Netshoes. Na ocasião, quase 2 milhões de usuários tiveram dados pessoais e históricos de compras roubados por criminosos. Já os dados bancários não foram acessados.

 

6. Yahoo

A Yahoo, uma das gigantes da Internet, foi outra grande empresa que também foi vítima de um ataque. A organização teve os dados roubados de mais de 1 bilhão de contas. Os hackers acessaram algumas informações, como dados pessoais e credenciais de acesso. No entanto, não tiveram acesso aos números de cartões de crédito.

 

Dicas de segurança para todos os tipos de empresas

Todas as organizações citadas passaram a investir intensamente em segurança da informação. Para evitar que sua empresa faça parte dessa lista, é fundamental seguir algumas dicas de segurança!

 

Mantenha os sistemas atualizados

Manter todos os sistemas (operacionais e aplicativos) atualizados é uma questão de segurança. Isso porque a maioria das atualizações de sistemas corrige falhas dessa ordem.

 

Faça backup dos dados

É essencial manter os backups atualizados. Dessa maneira, é possível recuperar o ambiente em casos críticos.

 

Utilize senhas seguras

Uma das falhas de seguranca mais comuns para a maioria das empresas está na fragilidades das senhas. Utilização de mesma senha para diferentes aplicações é um grande erro, pois caso alguma delas seja violada o hacker pode ter acesso a todos os seus dados.

A utilização de senhas com letras + números + caracteres especiais é sempre indicado para evitar ataques de força bruta. Além disso, as senhas devem ser alteradas regularmnete.

 

Proteja os e-mails

Os e-mails são a porta de entrada da maior parte dos ataques virtuais existentes. Por isso, investir em determinados sistemas, como gateways de e-mails, é fundamental para garantir que o canal de e-mail da empresa esteja seguro.

Grande parte dos ataques acima só foram possíveis por causa de falhas humanas. E o maior meio para se aproveitar dessas falhas é certamente o e-mail.

Como fabricantes nacionais, recomendamos o MailInspector (MLI) para proteção de e-mails. Utilizamos tecnologias avançadas, como Machine Learning e Behavior Analisys, para aumentar a segurança das empresas.

 
Enfim, as ameaças virtuais são uma realidade e precisamos combatê-las. Por isso, não deixe de seguir as dicas mencionadas aqui. Assim, sua organização poderá evitar prejuízos e os riscos que grandes empresas invadidas por hackers correram.

E então, gostou do nosso conteúdo sobre invasões de hackers? Agora, não perca nossas publicações nas páginas do Facebook, do LinkedIn e do Twitter.