Hackers e o COVID-19

Estamos vivendo tempos difíceis com a pandemia do Corona Virus, COVID-19, e no meio de todo o caos trazido por ela, os hackers do mundo todo tem tirado proveito da situação para espalhar ameaças, atacando vítimas com golpes ou campanhas de Malware. Já foram três tipos encontrados, os quais vamos te apresentar neste post.

 

Os tipos de ataques

Segundo relatórios publicados pela Check Point Research, os invasores estão fazendo uso do surto para praticar seus cibercrimes, isso inclui registro de domínios maliciosos relacionados ao Coronavírus e venda de Malwares com desconto na Deep Web, por meio do código de desconto ‘COVID-19’ ou ‘coronavírus’.

Outra forma de roubo de informação é por meio de aplicativos falsos. A Agência de Cibersegurança e Segurança de Infraestrutura (CISA) dos Estados Unidos, relatou que os cibercriminosos enviam e-mails contendo links para sites fraudulentos e anexos maliciosos. Eles induzem a vítima a revelar informações confidenciais e fazer doações a falsas instituições. Uma das principais vias de ataque foi a Vicious Panda, uma campanha que propagou um documento falso que levava os usuários a digitar suas informações pessoais e assim dar acesso a seus computadores e smartphones aos criminosos.

Ainda há a estratégia dos mapas interativos da evolução da propagação da pandemia, que utiliza o pânico generalizado para ganhar milhares de acessos. Com o pretexto de mostrar informação em tempo real, esses sites até podem exibir informações reais sobre o coronavírus, porém as URLs e os detalhes são diferentes das fontes originais. Esse método faz uso de um software malicioso de nome AZORult, que age como um ladrão de dados e cripto moedas.

De acordo a pesquisa do site Check Point Report, os domínios com relação ao COVID-19 tem mais de 50% de chances de transmitirem softwares maliciosos se comparado à outros sites.

 

Meio de prevenção

É nítido que a causa de tanta disseminação de Malwares por conta do COVID-19, se dá pelo fato de as pessoas estarem com medo e acabarem consumindo todos os tipos de informações possíveis sobre o surto. Diante do impacto na segurança de empresas e indivíduos, é imprescindível evitar de se tornar uma vítima de golpes on-line.

A maneira mais eficaz de se prevenir é sempre entrar em links de sites já renomados e seguros (com HTTPS) e sempre quando um e-mail com esse assunto chegar na sua caixa de entrada já o exclua.

Portanto, softwares de e-mail gateway e web gateway, podem ser aliados poderosos para proteger colaboradores da sua empresa em períodos prolongados de home office, como é o caso vivido hoje.

Assine nossa Newsletter!

Receba por e-mail os nossos melhores conteúdos sobre segurança da informação.

Hackers fazem uso de Coronavírus para realizar ciberataques

tempo de leitura: 2 min