Segurança de e-mails

Cada vez mais, as empresas confiam nos e-mails, mesmo quando se trata de enviar informações confidenciais, como dados estratégicos, números de contas de funcionários ou negociações confidenciais. E aí surge o desafio de como garantir a segurança de e-mails corporativos.

Os e-mails podem ser usados ​​para induzir os destinatários a compartilharem informações confidenciais, muitas vezes colocando-se como uma empresa legítima ou contatos confiáveis e ocasionando inúmeros prejuízos ao seu negócio.

 

Por que investir em segurança nos e-mails?

Devido à popularidade do e-mail como um vetor de ataque, é essencial que empresas e indivíduos tomem medidas para proteger suas contas de e-mail contra ataques comuns, bem como tentativas de acesso não autorizado a contas ou comunicações.

Os ataques cibernéticos contra empresas geralmente têm como alvo departamentos que lidam com informações pessoais ou financeiras confidenciais, como contas a pagar ou recursos humanos.

Além de se passar por fornecedores conhecidos ou executivos da empresa, os invasores tentarão incutir um senso de urgência nos e-mails para aumentar suas chances de sucesso.

Os e-mails destinados a roubar informações normalmente solicitarão aos destinatários que confirmem suas informações de login, senhas, números de CPF, números de contas bancárias e até mesmo informações de cartão de crédito.

 
Relatório do FBI sobre Fraudes por E-mail

 

Como garantir a segurança de e-mails?

Há maneiras relativamente simples das empresas aumentarem a segurança de seus próprios dados além do que está embutido nos sistemas que utilizam. Confira a seguir!

 

Eduque os usuários

A melhor tecnologia de segurança do mundo não pode mitigar uma das principais fontes de risco para o seu negócio: a curiosidade humana. Não se trata apenas de proteger o e-mail de saída, os dados da sua empresa também podem estar em risco com as mensagens recebidas.

Um programa de conscientização de segurança pode garantir que os e-mails da equipe sejam mantidos a salvo de quaisquer perigos em desenvolvimento à medida que eles chegam, se a educação evoluir conforme surgem novas ameaças.

 

Invista em uma política de segurança

Avalie o uso de e-mail em sua organização e determine se o comportamento dos colaboradores é apropriadamente seguro, além de identificar vulnerabilidades.

Escolher o provedor de e-mail correto é outra decisão importante, pois alguns não oferecem segurança em nível corporativo.

Crie uma política abrangente de uso de e-mail e garanta que os funcionários estejam cientes e apoiem isso. Tenha a certeza de que ela é fácil de ser colocada em prática e dê exemplos para que a explicação fique ainda mais clara.

 

Controle a abertura de anexos

Os e-mails de ataques enviados aos funcionários geralmente contêm malware em anexos criados para parecerem documentos legítimos ou incluem links que levam a sites que veiculam malware.

Abrir um anexo de e-mail ou clicar em um link de e-mail pode ser o suficiente para comprometer contas ou dispositivos.

Oriente seus colaboradores para que não cliquem em links de origem suspeita. É inteligente mostrar alguns exemplos de como um ataque se parece para os usuários.

 

Use sistemas com metadados confiáveis

A fonte de suas preocupações não deve ser apenas as mensagens enviadas. Também é preciso pensar nos dados gerados como resultado — os chamados metadados, como com quem você está falando, quando e onde.

Só essa informação já diz muito sobre a sua vida, e é por isso que é tão importante para os serviços de inteligência.

Não é fácil combater a coleta de metadados, mas ela pode ser limitada. O truque? Use o aplicativo certo com sistemas de metadados confiáveis.

Quer ficar por dentro de todas as dicas sobre segurança de e-mails? Siga-nos no FacebookTwitter e no Linkedin agora mesmo!